terça-feira, 28 de dezembro de 2010

fragmento

a palavra
é um produto

real

     a poesia

contanto,
ileal

Nenhum comentário:

Postar um comentário